As vezes o discipulado precisa ser a luz de velas ou lamparina. Mas não importa, o importante é fazer!

Compartilhar nas Redes Sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *