Não foi fácil encontrar o equilíbrio, entender o que implica em salvação e o que é simplesmente uma manifestação cultural. Se nós não entendermos isso, lutaremos muitas batalhas perdidas. O respeito a cultura e a pessoa do índio começa com a observação de seu comportamento e total atenção ao que ele diz. Depois devemos buscar a Deus em oração para que possamos compreende-lo e ama-lo como ele é. Sem amor, não há sucesso na missão. O missionário não é senhor, é servo do povo que recebeu.

Compartilhar nas Redes Sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *