Infelizmente é impossível desassociar missões de algum tipo de sofrimento, porque se quisermos cumprir o ide de Jesus, teremos que servir muitas vezes em condições precárias, entre pessoas que vivem longe da civilização, onde seremos questionados e tratados com desconfiança, teremos inimigos, precisaremos amar mesmo quando o nosso amor for desprezado e nada mais fizer sentido, teremos que abrir mão de nossos padrões e sofreremos perseguições, onde nos sentiremos muitas vezes, miseravelmente sozinhos e confusos. Tudo isso acontece porque há uma batalha espiritual, querendo impedir que novos povos ou grupos de pessoas sem Deus e sem esperança descubram as maravilhas do Evangelho.

Será que vale a pena enfrentar tudo isso? Eu creio que sim. Em primeiro lugar, é muito pouco em resposta àquilo que o Senhor da glória fez para nos salvar e nos tornar filhos amados do Deus Pai. Também porque nossa vocação é aquilo que no fundo, mais satisfaz nosso ser, é aquilo para que fomos feitos e nos causa imensa satisfação e alegria estar no centro da vontade de Deus. E ainda cada pequeno fruto, ou broto, ou sinal de vida, quanta alegria nos traz! Sempre é bom lembrar que os homens e mulheres que mais fizeram na terra, foram os que mais pensaram no céu. Durante o sofrimento, lembre-se do céu e siga em frente. Haverá gloriosa recompensa para os que cumprem a missão.

Compartilhar nas Redes Sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *